The Fine Art no Anexo São Bento

No Anexo São Bento no dia 21 de março de 2016, aconteceu a primeira edição do The Fine Art, noite temática que trouxe ao público um pouco da Golden Age, a era de ouro da coquetelaria mundial.

Old Honey por Abelardo Oliveira - Foto: Leo Feltran

Old Honey por Abelardo Oliveira – Foto: Leo Feltran

O evento nasceu com a ideia de aproximar os amantes da boa coquetelaria, tanto profissionais, como apreciadores, todos num ambiente aconchegante com música instrumental de altíssima qualidade e bartenders que vêm desenvolvendo trabalhos pra lá de conceituais.

Foto: Leo Feltran

Foto: Leo Feltran

Esta primeira edição, aconteceu no Anexo São Bento, localizando na Rua João Cachoeira, 800 – Itaim Bibi. Seu ambiente foi personalizado e inspirado nos bares de coquetéis visitados pelo Laércio Zulú em suas viagens pela Europa, América de Sul e América Central.

01

Blood and Sand – twist por Marcelo Serrano – East India – twist por Marcelo Serrano – Fotos: Leo Feltran

“… ao longos dos últimos dois anos, tive o privilégio de visitar bares voltados para coquetelaria em varias cidades, por dez países. Uma das coisas que me chamou atenção, além das técnicas e influências culturais nos sabores… era o fato de serem pequenos.” Afirma Zulú.

O bar do Anexo ficou isolado por tecido, afim de trazer um ar intimista, apenas para apreciadores da fina arte de misturar bebidas. A noite apresentou experiências de como estar em balcões internacionais, como o do Artesian em Londres, Niles Secret Speakeasy em Amsterdam ou até mesmo o do Trailer Happiness, também em Londres.

the fine art_zulu e serrano_anexo sao bento_foto leo feltran_0001

Foto: Leo Feltran

A inspiração veio da Golden Age, defendida por alguns estudiosos no assunto, como Tony Abou-Ganim e Dale Degroff, no período de 1840 a 1960.

Foto: Leo Feltran

Foto: Leo Feltran

“A Golden Age deixou como legado, a popularização da arte de misturar bebidas através da disseminação de técnicas de preparo de drinks e o surgimento de bares voltados para esta arte em cidades como Nova York, Londres, Nova Orleans e Paris. Além disso, neste período, foram publicados os primeiros e principais guias de bartenders, como o Jerry Thomas Bartenders Guide’s, um dos pilares do que adaptamos para servir nos bares de hoje”, comenta Zulú.

Foto: Leo Feltran

Foto: Leo Feltran

O nome The Fine Art é uma homenagem a obra de David Embury, de 1948 – The Fine Art of Mixing Drinks, livro respeitadíssimo e um ícone da era de ouro da coquetelaria.

O objetivo principal do evento, é claro, foi o entretenimento, a festa, por isso todos presentes foram recepcionados como amigos da barra. Não houve espaço para “cabeça fechada”, foi preciso ser curioso para aproveitar o The Fine Art, que tem a missão de proporcionar uma viagem no tempo através das bebidas.

Foto: Leo Feltran

Banda Groofboogaloo. Foto: Leo Feltran

E como em todo ótimo evento deste calibre, os profissionais envolvidos são de peso, essa primeira edição do The Fine Art, além do Laércio Zulú contou com a parceria de um mestre na arte das misturas, que já atuou por anos na capital da coquetelaria contemporânea – Londres, e atua há anos na capital da coquetelaria brasileira – São Paulo, o maestro Marcelo Serrano, que hoje é  o responsável pelo serviço de bar do Brasserie des Artes. Ele foi um dos impulsionadores da nova roupagem de coquetelaria que estamos vivendo no Brasil. Seu destaque começou no extinto MyNY, onde expôs tendências como coquetéis envelhecidos, gelo personalizado (as famosas esferas e carbonatados) e diga-se de passagem, também foi quem ajudou a disseminar o Moscow Mule por aqui.

Foto: Leo Feltran

Foto: Leo Feltran

Quem não conseguiu participar dessa primeira experiência, não fique triste pois os planos para o The Fine Art é que aconteça uma vez por mês, com profissional de perfis diferentes. Ainda vem muita coisa legal por aí. Fiquem ligados às datas e curiosidades dos bartenders convidados.

Saúde!!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>